Por você, faria isso mil vezes. - O Caçador de Pipas

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Resenha # 04: O voo de Icarus

                                           Um livro fantástico !

Autor: Estevan Lutz
Sinopse:
''Num futuro próximo, na cidade marítima de Agartha, a vida do jovem Icarus oscila entre dois vícios: a realidade virtual e uma droga alucinógena denominada nirvana. Em busca de tratamento médico, ele acaba se tornando voluntário para a experimentação de um avançado medicamento baseado na nanotecnologia, o Sinaptek, o qual, posteriormente, lhe causa uma extraordinária reação adversa: a projeção de sua consciência, o que lhe permite viajar por diversos lugares do planeta e para outros mundos, empreendendo uma jornada do centro do universo ao centro da inconsciência humana. Estaria tudo, apenas, na mente de Icarus?''

 No ano de 2070, numa cidade chamada Agartha, morava um homem muito inteligente e viciado em jogos virtuais. Sua rotina era meio corrida, casa e trabalho, trabalho e casa, e em casa ele passava horas e horas em seu mundo virtual. Icarus, para passar seu tempo sem sentir dores de cabeça, cansaço e entre outras coisas consumia uma certa droga, quando a ingeria se sentia uma outra pessoa e isso foi prejudicando-o cada vez mais.
 Sua amiga o indicou a um médico psiquiátra que tratava esses tipos de coisas e foi ai que tudo começou.  Uma turbulência de informações foram atingindo a mente de Icarus e nada mais fazia sentido, somente seus sonhos pareciam ser realidade. 
 Uma mente confusa e um mistério a ser resolvido, Icarus tem seus pensamentos abertos e voa para um mundo totalmente diferente.

Um trecho que me chamou muita atenção:

- Icarus, o filho de Dédalo, artesão de Creta que confeccionou dois pares de asas, um pra si e outro para o filho, para que os dois deixassem seu exílio na ilha alçando voo. Icarus abusou da liberdadee voou tão alto que suas asas foram derretidas pelo Sol, fazendo-o cair ao mar - observou Rox, revelando razoáveis conhecimentos em mitologia grega. - Pág: 142

Nenhum comentário:

Postar um comentário